pinscher

Pinscher – Aprenda Tudo Sobre Essa Raça de Cachorro

 

Os cães da raça Pinscher são muito conhecidos por serem agudamente elétricos, dispostos e curiosos.

São bem determinados, e quando começam a latir dificilmente alguém conseguirá impedi-los.

É considerada a menor raça de cão de guarda do mundo (aprenda a escolher um cão de guarda). Demonstrando sempre prontidão para proteger seu território, os cães da raça Pinscher estão sempre alertas e preparados para cuidar do seu espaço.

Seu porte mini é ideal para pessoas que vivem em apartamentos pequenos (aprenda como escolher os melhores cães para apartamento) e estejam em busca de uma companhia alegre e bagunceira.

A seguir, confira o guia completo sobre esta raça e descubra se ela é perfeita para você.

 

Origem

Oriundo da Alemanha, o Pinscher tem o seu primeiro registro em 1836, como resultado do cruzamento entre Greyhound italiano e Dachshunds.

Entretanto, não se tem a sua data de origem precisamente, embora em pinturas do século XVII apareçam imagens de cachorros com o tamanho relativamente parecido com o de um gato.

Acredita-se que a raça Pinscher seja a de cães com mais energia que qualquer outro cachorro.

Buscou-se desenvolver cachorros cada vez menores, até chegar ao padrão de raça que conhecemos atualmente.

Na atualidade, afirmam ser o cão mais popular dos Estados Unidos. No Brasil, sua popularidade cresce a cada dia.

Cada vez mais lares são contemplados com esta companhia eminentemente elétrica.

 

Características

pinscher

 

A altura de um cão da raça Pinscher varia entre 23 a 30 centímetros de altura. Seu peso pode estar entre quatro a cinco quilos, para que seja considerado saudável.

Sua pelagem é bem curta e macia, podendo exibir cores como preto com marcações chocolate, avermelhadas e castanhas.

 

Personalidade

Com traços bem particulares e peculiares, o Pinscher demonstra até mesmo certa imprudência em suas atividades diárias.

É cheio de energia e louco por movimento, curiosamente procura algo para lhe entreter sem temer, demonstrando atitudes corajosas.

Na presença de pessoas estranhas pode parecer desconfiado, mas, com calma e com tempo, vão perdendo a timidez.

Mantém traços de certa teimosia, posicionando sua “opinião” de forma convicta, dificultando para si mesmo outras opções.

São ótimos caçadores de pequenos animais, como ratos, por exemplo. Além do mais, foram desenvolvidos exatamente para este tipo de função: controle de pragas.

 

Cuidados

Por apresentar uma pelagem curta, os cuidados como banho e tosa não requer tanta energia e dedicação do dono.

Entretanto, a escovação frequente dos pelos garantirá fios sedosos e bonitos, além de proporcionar a estimulação da circulação sanguínea por todo o corpo do seu pet.

É importante manter seu cãozinho sempre aquecido, uma vez que sua pelagem e estrutura física (que apresenta pouca gordura) o deixam mais vulnerável ao frio.

Lembre-se de proteger janelas (em caso de apartamento) ou o quintal (em caso de você morar numa casa), com cerca apropriada, que não permita que o seu cão fuja por entre as frestas, cavando por baixo ou até mesmo escalando.

Como são pequenos, possuem agilidade e a capacidade de passar em qualquer espaço.

Escove os dentes do seu cãozinho pelo menos duas vezes por semana, garantindo assim a saúde bocal do pequeno.

 

Nutrição

Assim como com qualquer outro cão, a nutrição deve ser balanceada e restrita de acordo com as necessidades da idade e do porte do cachorro.

Quando filhotes, o alimento deve ser rico em proteínas, para que seu desenvolvimento muscular e seu crescimento sejam estimulados da maneira correta.

Por serem extremamente enérgicos, sua alimentação quando filhotes precisa ser mais regrada e “reforçada”, já que estão constantemente se exercitando.

Outro fator importante no que diz respeito a sua nutrição, é que estes cães não devem ser estimulados a se exercitar logo depois de uma refeição, pois demonstram predisposição para complicações estomacais.

E como possuem o “peito fundo”, exercitar de barriga recém cheia pode fazer com que seu estômago inche, chegando a ser fatal.

 

Saúde

Faça sempre os tratamentos preventivos, independente da raça que você opta para ser sua companhia. Isso inclui vacinação e vermifugação.

Além da visita ao veterinário fazer parte da rotina de forma recorrente.

Este tipo de cachorro não consegue suportar o frio, por isso, para manter sua saúde, não o deixe passar a noite no quintal ou na garagem, se não aquecida. Esta raça é específica para viver dentro de casa.

Compre uma casinha protegida contra o frio (aprenda como escolher uma casinha para o seu cão).

Sugere-se que, no decorrer das visitas regulares ao veterinário, se faça exames em seus joelhos e olhos.

Apresentam predisposição para doenças oftálmicas, por isso a importância de exames preventivos.

A expectativa de vida desses pequeninos pode chegar até 14 anos de idade.

 

Investimento

Por ser uma raça popular, o valor de investimento para comprar um cão da raça Pinscher varia entre R$350,00 a R$1.500,00.

Os cuidados e gastos posteriores não são tão caros, ou seja, as idas ao pet shop, por exemplo, não são tão frequentes como em muitas outras raças.

 

A Raça do Pequeno e Alegre Melhor Amigo

Curioso, bagunceiro, amável e companheiro, o Pinscher é ideal para aquelas pessoas que buscam uma companhia animada e carinhosa ao mesmo tempo.

Se você procura um amigo determinado, porém muito afetuoso, o Pinscher com certeza suprirá suas expectativas.

 

1 pensamento sobre “Pinscher – Aprenda Tudo Sobre Essa Raça de Cachorro”

  1. Temos 2 pinscher, Anonys com 2 anOs e o Max com 1 aninho. São amorosos, lindos, não latem muito, são obedientes e muito lindos. Gostaria de mandar uma foto, mas não tem como.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *